Translate

domingo, 27 de abril de 2014

"Empty Chairs at Empty Tables (Les Misérables)" por Cris Corrêa



Este é um vídeo produzido por Cris Corrêa no estilo Homemade.
O Homemade é um estilo que os músicos de todo o mundo tem praticado, afim de fazer os seus registros musicais. A ideia aparece, e com uma câmera, registram aquela inspiração  e publicam na rede. O Homemade pode ser algo direto, ou produzido e editado. O importante é ser um trabalho independente e sem recursos de uma produtora.

Cris Corrêa interpreta neste vídeo a música Empty Chairs at Empty Tables. Esta música pertence ao espetáculo Les Misérables, também conhecido informalmente por Les Mis ou Les Miz, que é um musical composto por Claude Michel Schönberg em 1980, com Libreto de Alan Boublil e letras de Hebert Kretzmer. É um dos musicais mais famosos e mais encenados pelo mundo.

Pela descrição acima, nota-se que Cris Corrêa é um jovem muito ousado ao interpretar uma música que pertence a uma das peças teatrais mais aclamadas de crítica e público. Se fazendo utilizar de um
microfone condensador da Behringer, modelo C1-U e muita dedicação, Cris  encanta com a sua interpretação para este clássico da música internacional.




Acesse os outros trabalhos de Cris Corrêa no Soundcloud:







Letra Traduzida de "Empty Chairs At Empty Tables"

Cadeiras Vazias Nas Mesas Vazias

Há um pesar que não pode ser falado,
Há uma dor que segue sem parar
Cadeiras vazias nas mesas vazias,
Agora meus amigos estão mortos e enterrados.

Aqui eles falavam de revolução,
Aqui foi que acendeu a chama,
Aqui eles cantaram sobre o amanhã e o amanhã nunca veio.

A partir da mesa no canto,
Eles podiam ver um mundo renascido,
E levantaram com as vozes soando,
E eu posso ouvi-los agora;
As mesmas palavras que tinham cantado
Tornaram-se sua última comunhão
Na solitária barricada, de madrugada.

Oh meus amigos, meus amigos me perdoem
Que eu vivo e vocês se foram
Há um pesar que não pode ser falado,
Há uma dor que segue sem parar

Faces fantasmas na janela,
Sombras fantasmas no chão
Cadeiras vazias nas mesas vazias onde meus amigos não se reunirão mais
Oh meus amigos, meus amigos, não me perguntem
Para que serviu o seu sacrifício
Cadeiras vazias nas mesas vazias
Onde meus amigos não cantarão mais.